quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Dúvidas que por vezes me deixam 2 minutos sem dormir

Quando ouço aquelas mulheres famosas, tão em forma que até doí, dizerem: " Ah, eu como tudo aquilo que quero..."

Por favor, digam-me o que é para vocês "comer tudo o que querem?" mas em termos de quantidade, pode ser?

É uma ervilha? 3 grãos de arroz? 1/6 de uma batata? 1 fio de esparguete?

Esclarecem-me!

Obrigada!!

11 comentários:

  1. Comem muitos tratamentos estéticos, muitas horas com o PT, passam tempo no nutricionista e têm imenso tempo para tratar delas, não me venham com coisas ninguém com uma vida normal cheia de freimas teria muitos daqueles aspetos ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois mas isso não dizem elas...malditas!! :)

      Eliminar
  2. Não te insurjas contra mim, que eu não sou famosa ;) ... mas realmente como tudo o que quero e na quantidade que quero - se não noutras coisas, fui geneticamente abençoada neste aspeto! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me vou zangar contigo, mas posso ter um bocadinho de inveja? :)
      Eu não sou gorda nem nada que se parece mas tenho muito cuidado com o que como por causa do estúpido do colesterol que não me larga...fui abençoada geneticamente nesse campo :)

      Eliminar
    2. Podes. :) Compreendo a questão do colesterol. Eu como de tudo, mas sou adepta de comida saudável, sem exageros; mas não dispenso sopa nem fruta a todas as refeições, por exemplo. Gosto de "estragar" as coisas de vez em quando, mas fico enjoada rapidamente e volto ao lado saudável da coisa. É o lado bom. Mas deixa, que tenho outras coisas más e tendencialmente de pessoas mais gordinhas... :/ E também graças à genética!

      Eliminar
    3. Resumindo...a genética é que lixa tudo hehehe

      Eliminar
  3. Preciso de saber com urgência a resposta a essa pergunta! :) Já tentei essa abordagem do "comer tudo o que quero e tenho direito" ... e fiquei a um passo de ter direito a ser transportada de grua. ;) Comigo não resulta ...

    ResponderEliminar
  4. Só te posso dar o meu exemplo (que sou um cadito famosa, na minha casa, ahahah): quando eu tinha menos de 20 anos também comia tudo (tenho a vantagem de não gostar de doces, mas adoro salgados que vai dar ao mesmo). Parecia que nada me fazia mal nem engordava. Pois...mas essa factura paga-se mais tarde. Acredita.
    Claro que há o metabolismo que é diferente em cada um de nós, mas ainda assim...
    Hoje também como tudo o que quero, só que o que eu quero nunca é em muita quantidade (mas tb não é estilo gourmet ou "passa fome" como eu lhe chamo) e habituei-me a comer coisas mais saudáveis e não faço esforço. Se não exagerar no dia a dia...depois posso comer cozido, feijoada...essas coisas que não me vai afectar muito.
    Às vezes as más consequência nem têm a ver com isso, têm mais a ver com certas regras de funcionamento do organismo que as pessoas desconhecem.
    É essencial conhecer as funções dos nutrientes todos e perceber como actuam no organismo. Por exemplo: refeições cheias de hidratos de carbono à noite é das coisas mais terríveis que existe. A não ser que a pessoa seja muito magra...não deve faze-lo.
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois...mas porque é que elas não dizem as coisas assim?? Falam de uma maneira que até nos fazem sentir menos abençoadas pelo divino! :)

      Eliminar