quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Como eu mudei...

Em pequena era uma autentica Maria - rapaz, não ligava muito a "coisas de meninas" preferia jogar à bola com os meus primos do que brincar com bonecas. Adorava subir às árvores; subir a telhados; andar de bicicletas com peões incluídos; caçar sapos em tanques carregados de lodo; brincar à chuva; correr descalça sobre a terra acabada de lavrar enquanto a minha bisavó berrava comigo porque não queria marcas de pés na terra; borrar-me toda a fazer bolinhos de lama para depois atira-los a alguém; fazer corridas com o meu cão e vê-lo sempre a ganhar (rsrsrsrs); na altura das vindimas saltava logo para dentro das pipas para esmagar as uvas com os pés; passar as tardes de verão em tanques com os amigos sem supervisão de adultos; na altura do magusto íamos para o monte apanhar faúlha e como ela fazíamos fogueiras no recreio da escola para assar as castanhas e carregávamos os sacos cheios às costas sem ajuda de adultos; ir a pé para a escola e quando chovia saltava para dentro de todas as poças que encontrava pelo caminho. Mudava de roupa 2 vezes por dia...desgraçada da minha mãe que muita roupinha minha teve de pôr de molho. Não queria saber de modas, nem de vaidades, nem de ter muita roupa, vestia qualquer coisa e nem me preocupava se combinava...queira era brincar! Andava sempre com os joelhos todos esfarrapados e queria lá saber! Espelhos?? Eram altamente para embacia-los com o nosso bafo para desenhar! Agora, que já sou adulta, sou mais vaidosa, preocupo-me mais com o que visto, uso blush e rímel e não saiu de casa sem olhar para o espelho e ver se estou bonita...contudo faço questão de manter o meu espírito de Maria-rapaz...mas entrar num tanque carregado de lodo para apanhar sapos??? Nunca na vida...cá nojo!!

5 comentários:

  1. Gostei do que escreveste e da tua evolução :)
    bjinhos

    ResponderEliminar
  2. hehehehe!
    eu também era assim... que giro!
    identifiquei-me tanto com o teu texto.

    bom dia !
    beijinhos sweetie**

    ResponderEliminar
  3. Olha eu também passei por isso, hoje preocupo-me mais, mas não sou exageradamente vaidosa, gosto de andar arranjadinha. :D
    que pena não conseguires dar sangue. eu também não consegui hoje, o cenário foi o mesmo :(

    ResponderEliminar
  4. Este texto podia ter sido escrito por mim :) Identifiquei-me tantoooo!!

    Mantém sempre o espírito :)

    beijinhos

    ResponderEliminar